Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2008

Paulo Casaca intervém em debate sobre a situação dos direitos humanos no Egipto

Numa intervenção proferida em Plenário, onde hoje se discutiu uma Resolução sobre a situação no Egipto, Paulo Casaca frisou a abertura evidenciada pelo Chefe da Diplomacia Egípcia para ser ouvido no seio da Comissão dos Negócios Estrangeiros do Parlamento Europeu, encontro onde o deputado português marcou presença e apresentou algumas questões.

 

Entre as recomendações apresentadas no documento discutido hoje em Estrasburgo, Paulo Casaca preferiu acentuar o facto de aí se encorajar o Governo egípcio a manter o seu compromisso de levantar o estado de emergência em 31 de Maio de 2008 e o regozijo manifestado perante os esforços envidados por aquele país para garantir a segurança na fronteira com Gaza e encorajar todas as partes envolvidas a intensificar o combate ao contrabando através dos túneis existentes na Faixa de Gaza.

 

O parlamentar socialista alertou, no entanto, para a necessidade de serem corrigidas, no plano das relações com o Egipto, situações de violação dos direitos humanos, como seja o facto do candidato presidencial da oposição, Ayman Nour, continuar a cumprir uma pena de prisão de cinco anos.

 

Não há fronteiras nem lugares sagrados onde os direitos humanos não sejam uma preocupação fundamental”, salientou o deputado, lembrando de seguida que o Egipto não pode ser considerado sem ter em conta o posicionamento particular deste país nesta matéria.

 

Em intervenção antes proferida no grupo socialista, Paulo Casaca lembrou a necessidade de se diferenciar a posição do Egipto da de regimes da região onde vigoram as mais brutais ditaduras, como por exemplo o Irão.

publicado por nx às 17:41
link do post | comentar | favorito

Colaboradores

Paulo Casaca
Walid Phares
Raymond Tanter
Thomas McInerney
Alireza Jafarzadeh
Matthias Küntzel

posts recentes

A Europa e o Terrorismo

Paulo Casaca promove deba...

Paulo Casaca promove disc...

Ethnicity and Human Right...

Protecção do Campo de Ash...

O regresso de Fukuyama

Visita ao Iraque

Paulo Casaca orador em co...

Exemplo da Tunísia

E depois de Beirute?

O Hezbollah e a lista da ...

O relógio nuclear não pár...

Hipocrisia

Ameaças de Ahmadinejad

Paulo Casaca representa P...

Reviver Praga

A ameaça de holocausto nu...

A nova esquerda europeia ...

1948/2008 - 60 ANOS DA CR...

Testemunhos de Coragem

Judeofobia na Galiza

Paulo Casaca fala sobre “...

Reactor nuclear sírio

Paulo Casaca condena regi...

Paulo Casaca em várias in...

Os motins da fome

O Irão e a Al-Qaeda

60º Aniversário do Estado...

Paradoxos Iraquianos

A Mesquita de Al-Azhar

Notas soltas sobre o Jorn...

Conferência Internacional...

Conferência no Second Lif...

Novo livro de Walid Phare...

Conferência Internacional...

O velho Cairo e os novos ...

Paulo Casaca defende o re...

Paulo Casaca no “National...

Paulo Casaca em Washingto...

Irmandade Muçulmana na Eu...

Angelina Jolie e o Arcebi...

Resistindo à Lei islâmica

Exile Group Claims Iran I...

A manipulação dos direito...

Conferência promovida por...

A geopolítica do Gás

Protesto de Paulo Casaca ...

O sapatinho branco

European Friends of Israe...

Paulo Casaca assinala “Di...

arquivos

Setembro 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

todas as tags

links

pesquisar

 
blogs SAPO

subscrever feeds